It's time to travel: Como se organizar

14:00:00


Tirando os que já viajaram várias vezes para fora do país, nós simples mortais que queremos aproveitar o máximo de tudo, temos que pensar, repensar e se programar para fazer uma viagem internacional... Depois de muitos amigos me pedirem dicas e me cobrarem posts no blog...

Decidi escrever como me organizo para viajar.

Confesso que sou extremamente ansiosa quando o assunto é viagem, fico super animada, quero pesquisar tudo, saber tudo, fazer tudo, comer tudo, andar em tudo, falar com todo mundo... Mas depois de uma semana nesse estresse eu paro, relaxo e começo a ser consciente e me organizando com calma.

Experiente ou não, já andei por vários lugares ~menos do que desejo~ mas já andei bastante... Na época do intercâmbio, viajei sozinha, em grupo, de carro, de avião e de ônibus... Então, nada mais justo do que escrever sobre isso e dividir as experiências e os perrengues, né?

Hoje vim falar um pouquinho sobre como me organizava para viajar sozinha, mesmo passados 3 anos, as estratégias não mudam muito.. O que se mudam são as ferramentas, os sites, os aplicativos... Mas a essência é a mesma! E vamos parar de ladainha, por que tenho muita coisa para falar...

- Antes de decidir o destino da viagem:

1) O primeiro passo é tirar o passaporte, né? Caso esteja se programando para ir a algum país da América do Sul, nós brasileiros só precisamos do RG, com validade de 10 anos! Mas caso seu destino seja na Europa, nós só precisamos do passaporte, claro, válido! Sobre validade do passaporte: a validade do passaporte deve ser de no mínimo 6 meses posteriores à data de viagem, exemplo: o passaporte é válido até 10/10/2016, então você só poderá viajar até o dia 10/04/2016. E no caso de viagens para os EUA o importante é ter o passaporte válido até a data da viagem e o visto também! 

2) Para decidir o destino: na época que estava em Portugal, usava muito o site Skyscanner, mas descobri esses dias que existe o Google Flights. São duas ferramentas muito fáceis de usar e que super ajudam caso você não tenha um destino certo ou específico. Mas caso tenha o destino já programado, também vale acessar os sites para pesquisar valores, horários e tudo mais sobre as passagens.

- Depois de decidido o destino: 
(É a parte mais trabalhosa, mas também é gratificante!)

1) Procurar hotel/hostel/airbnb/couchsurfing é o próximo passo! Ter onde ficar sempre é legal, né? Sempre fiquei de olho em sites tipo Booking e Decolar. Mas quando estava morando em Portugal, muitos amigos já tinham viajado para alguns dos meus destinos então sempre pedia opiniões sobre hostels, pesquisava nos próprios sites e já reservava.

2) Fazer um plano de saúde para o período da viagem! Na época que fiz o intercâmbio eu fiz o meu plano com uma agência de turismo aqui de Brasília, era o mais barato e que dava uma certa cobertura. Já quando viajei de novo, fiz meu plano com uma agência de intercâmbio (STB). Mas antes de procurar diretamente alguma agência, procure saber se o seu cartão de crédito te disponibiliza esse tipo de serviço. Na última viagem, minha mãe e meu irmão ficaram segurados pela Visa! Muita gente acha esse tipo de cuidado supérfluo, mas sou um pouco medrosa, prefiro pagar por uma coisa que não quero usar ao invés de precisar de algum tipo de atendimento e ter que pagar fortunas pelo tratamento! Saúde fora do país é cara e paga, se público ou particular, o hospital é pago!

3) Depois de você já ter onde ficar e também já está segurado... É hora de procurar os meios de transporte! Caso você seja rycho, milionário e vai usar táxis/uber/motorista particular... Pule esse tópico! hehehe Brincadeiras à parte, temos que pesquisar como sair e como voltar ao aeroporto, né? Muitos dos sites dos próprios aeroportos tem esse tipo de informação, mas não custa sempre pesquisar em outros sites ou livros. A grande maioria dos aeroportos europeus ou tem estações de trem/metrô perto ou existem ônibus que fazem o trajeto aeroporto - cidade. A passagem geralmente não é cara e não é mico fazer esse tipo de trajeto pelo transporte público, tá? TODOS fazem! Ahhh, Também existe a possibilidade do seu hotel ter algum tipo de transfer, então na hora de fazer a reserva é bem interessante ficar de olho nisso. O valor pode valer a pena!

4) Já viu como fazer para chegar na cidade? Hora de saber como ir ao local onde você vai ficar... Sempre procuro lugares para me hospedar perto de algum monumento ou bem no centro da cidade, pois sei que lá certamente vai ter algum meio de transporte fácil e rápido...

5) Depois de ver como chegar na sua querida morada nos próximos dias é a hora de se organizar com os passeios! Sim... Agora chegou a parte boa!!! =D

Bom, existem várias formas de se conhecer as cidades europeias, nas maiores é super fácil você descobrir alguns walking tours, que geralmente são grátis, duram em média de umas 2hs e são apresentados em inglês e a língua local. Fiz esse tipo de tour quando fui à  Amsterdam sozinha, é super interessante e assertivo, nada de ficar andando sem saber pra onde vai, sabe? Além dos walking tours, também existem os bus tours, esse tipo de trajeto é pago e dependendo da sua verba pode ser até caro, mas às vezes vale a pena, caso você não tenha muita paciência em procurar os lugares, os ônibus são equipados com áudio e tem paradas estratégicas para os principais monumentos, além de você poder usá-lo durante 24hs ~ tá não são 24hs de verdade, é o tempo que eles rodam, mas geralmente esse tipo de coisa sempre está especificada nos encartes que eles dão, como esse aqui:



















6) Caso nenhum desses tipos de tour te interessem, você quer descobrir a cidade sozinho e talz... Tranquilo, gosto muito de fazer isso também! A dica aqui é se orientar por mapas e pelo Google Maps no celular e pode até ser impresso também. Eu geralmente marco todos os pontos que quero ir com as estrelinhas e depois traço rotas e também marco as estações de metrô perto de cada monumento.



















7) Sou a favor e contra ao mesmo tempo de fazer cronogramas... Vou explicar, é legal listar o que você quer ver na cidade e inclusive organizar dias e horários, até por que tem algumas atrações que tem esse tipo de exigência... Mas nada de engessar o passeio por conta de cronograma, sabe? Se não deu tempo, muda pro outro dia, simples! Nada de desesperar por que você não conseguiu cruzar a cidade pra fazer tal coisa... Normal, acontece! Então a dica aqui é... Liste o que você quer ver, use o google maps, algum aplicativo ou mapa, se organize para ir a lugares próximos no mesmo dia para otimizar seu tempo, mas nada de se estressar se não conseguiu ver isso ou aquilo, outras oportunidades virão!

8) Decidiu onde vai ficar, onde vai passear, como vai se locomover... E como você vai levar o dinheiro? O cartão de crédito, tem o perigo da cotação na data de fechamento, o travel card está sujeito aos valores da casa de câmbio e  o dinheiro em espécie é perigoso. Difícil decidir esse tipo de coisa, né? Mas a dica aqui é a seguinte: Leve um pouco de dinheiro e escolha um meio alternativo de pagamento ~travel card ou cartão de crédito~. Vc vai ter "prejuízo" em qualquer das alternativas, mas é só pesquisar a que mais se encaixa com seu perfil.

PS: Ahhhh, só no Brasil existe cartão de crédito e débito! Então, caso o seu cartão seja multifuncional, as compras SEMPRE vão para o cartão de crédito! O sistema de lá identifica só uma função do cartão e geralmente é a de crédito!! Então cuidado, com a ilusão de levar muito dinheiro para gastar no débito e quando vier a fatura do cartão de crédito se assustar!

8) Já sabe chegar, sair?! Hora da diversão!!


- Depois que chegou:

1) Passe no primeiro centro de informações e pegue mapas! Mapa da cidade, mapa de transporte... Mesmo a gente tendo nos livros, celular e tal... Eu tenho apego ao papel, sempre pego por que na hora do desespero ele pode me ajudar bastante!




















2) Caso você ainda aproveite a viagem para fazer algumas comprinhas, na Europa existe o Tax Free, que nada mais é do que a devolução dos impostos pagos por quem está como turista. É um procedimento bem chatinho e até meio difícil de explicar, por isso dei uma pesquisada na internet e achei um link muito bem explicadinho do site: Esse mundo é nosso! Vale a rápida leitura, afinal receber de volta alguns euros sempre vale a pena, né?


- Dicas para a vida:

- Pronto, já sabe como se orientar, como aproveitar a sua viagem? A partir de agora é aproveitar o que essa experiência te proporcionou e começar a pensar na próxima, né? Por que todo mundo quer voar de novo! Pra isso você só tem que ter coragem, determinação, uma poupança para não passar perrengues e muita disposição! Com isso já é meio caminho andado, o que resta é só a mala e o próximo destino...

Ahhhh, para terminar esse post imenso... Vou compartilhar um travel planner, que encontrei na internet e pode ajudar bastante na organização da sua viagem! =D
Travel Planner 
Espero que tenham gostado e qualquer dúvida não deixe de me perguntar!!
=****

You Might Also Like

0 Comentários

Obrigada por chegar até aqui! Volte sempre... =)

Instagram

O blog apoia:

Facebook

Pinterest