{Diário de Intercâmbio} A volta dos que não foram...

18:15:00


Oi...
Resolvi voltar a escrever sobre o meu intercâmbio. Mesmo sendo uma experiência esplendorosa, foi difícil rever e tentar reviver, os momentos que vivi em Portugal, tão próximo do meu retorno. A saudade batia e o choro era quase inevitável.
Quem já viveu uma experiência grandiosa, qualquer que seja, sabe que existem fases e essas fases às vezes são difíceis de assimilar. Pra mim essas foram as benditas fases do retorno:

1ª fase) A volta : tudo parece ser lindo, tudo mudou, todos estão melhores (junto com você) e você é a pessoa mais feliz do mundo;


2ª) A rotina: você volta para a sua rotina antiga e começa a pensar "Ó céus, ó vida...", pq eu não fiquei mais tempo por lá, mas que saco voltar para essa vidinha de m***a... E lá se vão horas e horas pensando na saudade, nas coisas que você viveu, no que você não terá mais and cry, cry, cry. Essa é a fase que pode causar uma leve e até grande depressão, já até estudada como a Síndrome do Retorno.



3ª) A aceitação: sim, depois daquela dor, da saudade e da vontade de voltar no tempo, a gente cai na real, vê que realmente foi maravilhoso viver aquilo tudo, mas a vida continua... E sabe o melhor? Você ganha um p*ta gás pra querer viver tudo de novo, mas de outra maneira, com outras pessoas e até em outros lugares. Você começa a ver as vantagens de ter vivido aquilo tudo e começar a pensar em como aquelas experiências podem entrar no seu dia a dia, siiiiim, aquela plenitude pode entrar no seu dia a dia, a sua rotina e na sua cabeça que vive aqui, na sua casa, no seus país, junto com a sua família.


Deu pra perceber que eu já estou na 3a fase?

Sim, depois de 1 ano que voltei, veio a aceitação... Só agora, começo a não pensar mais "Lá em Portugal era diferente..."

É inevitável fazer comparações, mas a aceitação de que voltar pro Brasil também é maravilhoso existe!!

E agora, que não dói mais tantooooo rever as fotos, lembrar dos momentos e querer voltar no tempo, vou escrever mais, relembrar de forma carinhosa e seguir em frente com essa bagagem enorme e quem sabe, qualquer dia desses, colocar uma mochila nas costas e bater perna (e fotos) em algum destino novo???


You Might Also Like

0 Comentários

Obrigada por chegar até aqui! Volte sempre... =)

Instagram

O blog apoia:

Facebook

Pinterest